quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Carlos, Juliana & Mário! (Por {m}_L)

(Conto baseado em só rs alguns fatos reais...)

Final da década de 20... Um lugar qualquer de São Paulo...

"Quando, Lídia, vier o nosso Outono
Com o Inverno que há nele,
reservemos
Um pensamento, não para a futura
Primavera, que é de outrem,
Nem para o Estio, de quem somos mortos,
Senão para o que fica do que passa,
O amarelo atual que as folhas vivem
E as torna diferentes."

O poeta terminava de recitar Fernando Pessoa ovacionado pelos poucos ali presentes. Um grupo de amantes das artes em geral, que se reuniam, um dia na casa de um, um dia na casa de outro, naquele dia em um café... Juliana foi levada por seus amigos e Carlos, mais pela arte em si, que pelos amigos, se conheceram neste grupo, se encantaram, se excitaram, namoraram e casaram e, já estavam há 5 anos casados e dividiam, os prazeres das artes juntos. Carlos, um operário que trabalhava quase que o dia inteiro, que conseguia ainda tempo para estudar e chegava tarde em casa. Juliana uma moça de finos tratos, fugira de casa, e do bairro mais nobre da cidade, para viver com seu amor.
5 anos e tinham uma vida sexual ótima, Juliana tinha um fogo, típico de toda fogosa mulher e, para Carlos, ela era perfeita, não era nem virgem quando casaram, alguns homens teve, antes dele e isso só o deixava mais louco por ela. Carlos não sabia explicar mas, ela ser de outros, igual a uma puta mesmo, o excitava demais. O desempenho sexual dela era melhor que o dele, e "isso", ser inferior no desempenho sexual, também lhe fazia quase gozar. Juliana mandava em tudo e isso muito lhe fazia bem, era tudo muito discreto e, aquelas palavras de Pessoa, naquela noite fria, só lhes aqueceram ainda mais, seus pensamentos e fantasias.

Admiravam toda cultura modernista que se espalhava pelo Brasil (e pelo mundo), mas o colapso econômico mundial, idéias tenentistas enraizadas não os fazia de ativistas. "Mencken" falar da liberdade feminina, a crescente industrialização associada a emancipação feminina e as idéias modernistas, e o pequeno rs grupo de poetas (Carlos estudava literatura)... Lhes fez ter a liberdade, dentro de suas quatro paredes. Naquela noite acesos por Pessoa, ela que se imaginava a própria Lídia, sussurrou entre os braços, beijos e com todo o pau de Carlos dentro de sua xaninha, que queria estar dando para ele a xoxota enquanto outro lhe metia no cú... Carlos com um berro similiar a um uivo, no mesmo instante gozou muito. E Juliana confirmou suas suspeitas. Entre uma brincadeira e outra, quando ele saia para trabalhar, iu chegava, ela ria e falava que , cedo ou tarde, por ele ficar tão pouco em casa, qualquer dia ele ia chegar e encontrar o vizinho "apagando o fogo dela" rs e ele, ria feliz e lhe dizia que, bateria uma punheta deliciosa, vendo sua prostituta gozando gostoso na rola do vizinho. Juliana percebia que, entre uma piada e outra do gênero, seu marido ficava excitado. Ele só podia querer que ela trepa-se com outro e, teve a certeza naquela trepada maravilhosa....

Juliana que trabalhava de vendedora, na volta para casa, começou a se insinuar para homens, os que mais lhe atraiam, não tinha coragem de se jogar para o vizinho, embora gostoso, muito bem casado e sua mulher, lá da terra de Lampião, lhe metia medo rs. Os homens olhavam, alguns sorriam de forma safada mas, nenhum deles ela conseguiu levar para casa. Seria a aliança no dedo? "Se de bruços ficar no meio de uma roda de homens, sem calcinha, de saia levantá-la e deixar minha buceta ao dispor deles, dúvido que se preocuparão se tenho aliança ou não... Merda! Há de chegar o dia que muitos machos vão prefirir nós casadas... Porque um homem casado fode fode e fode, e uma mulher tem dificuldade em meter fora do casamento? Farta com a dificuldade de arrumar um amante, e a vontade parecia somente aumentar com a dificuldade, comentou com Carlos, após uma trepada perfeita, cheia de "vou dar para outro, vou ser do outro e não sua, etc etc etc..." Após gozarem muito, abraçados, Juliana disse a Carlos que procurava um amante, mas não conseguia devido as cabeças provincianas dos homens da região.
"Cedo ou tarde encontras um safadão", disse Carlos sorrindo.
"Não suporto mais esperar meu amor! Quero foder com dois ao mesmo tempo! Quando minha buceta estiver molhada enquanto trabalhas, trabalhas ou dorme, quero que meu amante me coma..." Esbravejou Juliana indo para a cozinha lhes preparar um lanche. Carlos foi atrás e lhe sugeriu: O Manoel dono da padaria meu amor, já o vi inúmeras vezes olhando para seu corpo, quando vamos na padaria! Quando saimos, de costas para ele, viro rápido a cabeça e o vejo lhe "secando", e mesmo ele vendo que eu vejo, ele continua... E...

CONTINUA NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA NOSSOS AMIGOS... CARPE DIEM! INTÉ...

"As palavras se movem, a música se move
Apenas no tempo; mas só o que vive
Pode morrer. As palavras, após a fala, alcançam
o silêncio. Apenas pelo modelo, pela forma,
As palavras ou a música podem alcançar
O repouso, como um vaso chinês que ainda se move
Perpetuamente em seu repouso.
Não o repouso do violino, enquanto a nota perdura,
Não apenas isto, mas a coexistência,
Ou seja, que o fim precede o princípio,
E que o fim e o princípio sempre estiveram lá
Antes do princípio e depois do fim.
E tudo é sempre agora. As palavras se distendem,
estalam e muita vez se quebram, sob a carga,
Sob a tensão, tropeçam, escorregam, perecem,
Apodrecem com a imprecisão, não querem manter-se
no lugar,
Não querem ficar quietas. Vozes estridentes,
Irritadas, zombeteiras, ou apenas tagarelas,
Sem cessar as acuam. A Palavra no deserto
É mais atacada pelas vozes da tentação,
A sombra soluçante da funérea dança,
O clamoroso lamento da quimera inconsolada."
(Trecho de "A terra desolada" de T. S. Eliot - 1922)

10 comentários:

Sexy Butterfly Borbs disse...

Belas histórias de cumplicidade começam assim!

Quero saber da continuação...rsrs

Beijos borboléticos!

{Mansinho}_da Loirinha disse...

VERDADE Butter nostra amiga, QUANTAS já conhecemos rs eim rsrs?

Seu comentário foi tão "cut" nostra amiga, adorei! Me levou para "O Valor das Pequenas Coisas"....

MAIS Beijos mansos...
MAIS Feriadão delicioso....
MAIS Inté....

Sophysticada disse...

Mansinho,

Vc sempre aprontando estava toda empolgada e tem q esperar a continuação... grrrrrrrrrrrr

Te doluuuu

bjk@s

{Mansinho}_da Loirinha disse...

Passa rápido Linda Sophys nostra amiga... A vida está passando "em um piscar de olhos".....

Beijos mansos, carpe diem e inté (também com Machado de Assis rsrsrs...)

Derek Dick disse...

Acho que já vi isso antes em algum lugar....rsrssrsr

Mas na hora que tava ficando bom... agora tenho que esperar o proximo capitulo....rsrsrs

Muito bom,meu amigo!

Abs
DD

{princess kitty}龍戦士 disse...

Oi Mansinho amado!

Nossa, miauadorei!!! Primeiro o trecho que citou de T.S. Eliot é simplesmente perfeito!

E o seu conto baseado em só alguns fatos reais rsrs, é muito envolvente, me senti lendo um livro, quero logo a continuação.

Parabéns, foi muitissimo bem escrito querido!

Miaubeijos óctuplos da sua leitora =^.^= (posso não ser a número 1 rsrs, mas amo tudo que você escreve! =^.^=)

Ayesk@ disse...

Aaaa parou porque? Porque parou...snif!!!

Aaaa Mansinho Mil, adoro Pessoa e adoro te ler!!!

É um pecado ter que esperar até quarta!!!buáaaa

Adoro te ler, adoro ler a Loirinha Mil...e estou feliz que estão escrevendo de novo!!!

bjs doces tricarinhosos da ruivinh@ que é fã de carteirinha de voces!Muah

Carpe Diem, Sempre!!!

{Mansinho}_da Loirinha disse...

Kkkkkk qualquer semelhança é mera coincidência DD nostro amigo kkkkk....

Saudade que eu estava de você também por aqui cara...

Bjs bjs bjs da Loirinha, abçs mansos...
Ótimo sabadão para vocês..
Inté...

{Mansinho}_da Loirinha disse...

Perfeito eim gatinha rs, esse "trecho de" Eliot...

NOSSA que eu fiquei "todo todo" aqui com estes seus mimos kitty, veja, eu achei que poderia ter ficado melhor... Sabe, eu escrevi vindo de trem e metro para casa, para postar no blogger via iphone tem que "manjar" beeemmm de html, e eu entendo somente o básico, só consigo postar imagens todas umas debaixo das outras no fim, por isso somente uma, depois que vi o resultado no desktop em casa EU GOSTEI, deu um "ar clássico" rs...

Uma fã falando para um fã rsrsrsrs....

MAIS beijos & abraços mansos...
MAIS Inté....

{Mansinho}_da Loirinha disse...

Ruivinhaaaa Milllll pecado nada kkkkk, HOJE JÁ É DOMINGO, o tempo está voando nostra amiga...

MUITO obrigadooooo Ruivinhaaa por TODOS TODOS TODOS mimos e carinhos viu, um domingo espetacular para vocês...

Bjs bjs bjs da Loirinha, bjs mansos....
Inté........